segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Hoje vim aqui para contar sobre uma viagem inesquecível ( mais uma rs)
Subir a Cordilheira dos Andes sem dúvidas foi uma experiência inesquecível, e gostaria de compartilhar detalhes sobre essa grande aventura com vocês!! =D
 
Como eu fui após a Viagem a Ilha de páscoa ( em junho) achei que ainda não ia ser legal de subir a cordilheira, pois a temporada de esqui inicia em Julho e termina em Outubro. Mas a neve chegou um pouco mais cedo. E qse não conseguimos subir a cordilheira, pois no dia anterior havia nevado muito e as estradas tinham longos cm de neve acumulada.
 
Decidimos arriscar e antes de viajar procuramos uma agencia de turismo e fizemos as reservas. Para turistas o ideal é subir a cordilheira com uma agência e pessoas que já estejam habituadas ao local, seu clima, percurso e etc. A estrada ao menos no dia em que fui era realmente tensa. É tipo a serra para descida ao litoral paulista, com o acréscimo de muitaaaaaaaa Neve, muitasssss curvas, e extremamente íngreme. É necessário correntes nas rodas dos carros, para não derrapar.
A agência escolhida foi a Turis Tour, o passeio inclui a visita ao Valle Nevado e Farellores. Eles buscam as pessoas no hotel e entregam no hotel. O valor do passeio é 58.000 pesos por pessoa (cerca de R$220,00).
Na beira da cordilheira paramos em um local para alugar roupas , sapatos, luvas e toucas ( que são obrigatórias). O ideal é investir nessas roupas como compra, pq a locação acaba não valendo a pena. É bem caro!
Mas cada centavo valeu a pena, eu tinha umas 10 peças de roupas e o frio era absurdo!!!!!

Inicio da estrada


Já chegando no Topo
 
A chegada é emocionante!!! O guia já avisa que podemos começar a nos sentir um pouco mal por conta da pressão, não sei se é psicológico, mas neste momento eu e meu companheiro de viagem realmente começamos a passar mal. A cabeça dói um pouco, e a respiração ficou bem ofegante. É mais difícil de respirar e a impressão que dá, é que corremos uma maratona. Mas após uns 15 minutos expostos a esse ambiente ficamos bem, nos acostumamos ao ambiente.
 
 






 
Dicas: As comidas por lá são absurdamente caras, e as filas gigantes. Vale a pena levar lanchinhos, biscoitos, sucos. Mas lembrem-se de comer devagar e não ingerir grandes quantidades de líquido ( pode passar mal). Não deixe de tomar um chocolate quente lá em cima =D
Roupas, invista em roupas. Eu mesmo mega bem agasalhada ( talvez por ser muito magra) passei o maior frio da minha vida. Levamos mais de 2:30hs para subir a cordilheira ( lá era feriado, e para nós paulistas feriado=praia, para os chilenos feriado=subir a cordilheira para esquiar) dessa forma como chegamos tarde lá em cima, acabamos descendo muito tarde também ( o que é raro e perigoso) As 18:30 o guia informou que estava cerca de 10graus negativos. FRIO define! Minha mão estava totalmente congelada. E meu cabelo um pouco molhado de neve, já apresentava sinais de congelamento. O vento em alguns pontos é muito forte, passamos a não sentir mais o rosto rsrsrsrsrrs
 
O que posso dizer é que o passeio vale muito a pena. O lugar é maravilhoso e a sensação de estar acima das nuvens é indescritível! Eu mesmo detestando frio, me diverti muito. =D
 

Postado Por:Bruna As: segunda-feira, novembro 25, 2013 Sem Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

  • RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Curte a gente no FB!

Seguidores

Tecnologia do Blogger.
Ocorreu um erro neste gadget

Fale com a gente!

Nome

E-mail *

Mensagem *

    Chá das Nove é um site de entretenimento e informações. A reprodução do conteúdo do site é permitida, com os devidos créditos. Se tiver alguma dúvida entre em contato com blogchadasnove@gmail.com.

    Todas as imagens que aparecem no site são reproduções de outros sites e o Chá das Nove não reivindica nenhum crédito para si, a não ser que especificado. Se você (ou sua empresa) possui os direitos de alguma imagem e não quer que ela apareça no Chá das Nove entre em contato e ela será removida.