segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Muita gente me pergunta como é ter tanto bicho em casa e claro a maior dúvida é se da muito trabalho. A reposta: SIM! Por isso meu post hoje será sobre isso. Como é ter uma casa, vida e família cercada por peludinhos.

Eu sempre quis ter cachorro em casa e a minha mãe sempre foi contrária a ideia. Então eu matava um pouco dessa vontade com os bichinhos dos vizinhos..virei praticamente uma baba no prédio que eu morava. Todos me conheciam, assim como boa parte do bairro também, pelas minhas caminhadas com auaus emprestados. Nunca cobrei nada por isso, pra mim o pagamento era poder estar com eles, fora que eram ótimos aliados para minhas paquerinhas de adolescente - primeira dica, se vc esta solteiro(a) andar regularmente com o cachorro faz aumentar seu circulo de amizades, e por que não encontrar um grande amor? Eu no caso não encontrei o príncipe encantado nessas minhas voltas, mas ate deu pra conhecer uns sapinhos divertidos.

Voltando ao assunto rsrsr...com 18 finalmente minha mãe adotou um cachorrinho, o Freddy, mas para minha tristeza ele não criou grandes laços comigo, mas sim com a minha mãe..e é assim mesmo, o cão que escolhe seu dono, não adianta forçar a barra. Depois de 4 anos conheci meu marido e quando estávamos com 1 ano de namoro ele me presenteou com o Zeca, um salsichinha. Não teve jeito, nem choro, nem escândalo, nem promessa de fugir de casa e morar embaixo da ponte que fizesse minha mãe aceitar que teríamos mais um cachorro e no fim, meu Zequinha ficou com a minha sogra.



Casamos e cogitamos levar o Zeca para nossa casa, mas desistimos ao pensarmos no lado dele. Minha sogra passa boa parte do dia em casa e la tem outro cachorro, o João, que é o melhor amigo inseparável do Zeca. Imagina que tristeza tira-lo de la e coloca-lo em um apartamento pequeno para ele passar o dia sozinho? Não dava, mesmo sendo julgada por quem nem me conhecia direito, cada vez mais tenho certeza que tomei a atitude certa, o vejo regularmente e o nosso elo continua o mesmo. Tivemos uma ligação muito forte a primeira vista e sei que ele me ama assim como eu o amo. Inclusive no topo do meu bolo de casamento ele esta la, com o bonezinho vermelho que ficou como sua marca registrada.

Não aguentei uma semana sem animal em casa e em menos de 7 dias la estava eu e meu marido em uma feirinha de adoção escolhendo um gatinho e nessa conhecemos a Flor..uma gata preta, amorosa ao extremo, que escolheu o meu marido como dono. Ela o segue na casa, espera na porta do banheiro e ronrona a cada afago que ganha do paiê dela. Logo na primeira consulta a veterinária falou que era bom considerarmos um amiguinho pra que não ficasse entendiada em casa. E assim foi que inserimos a Sofia na nossa casa. Uma gata preta e branca, extremamente arisca e que tinha grandes traumas (carrega ate hoje) por conta dos maus tratos que ela sofreu.


Tava tudo muito bom, tudo muito bem, mas o meu coração ainda não estava completo. Eu precisava de um cachorro. Queria um bichinho pra passear comigo, pra pular em mim quando chegasse em casa, pra ensinar a fazer truques bobos. E ai veio a Bianca. Uma lhasa apso, com cara de madame e cabeça de vira-lata rsrsrrs.

Agora vou listar pontos a se pensar antes de optar por um amiguinho de quatro patas, seja ele fazendo miau ou auau

- Todos na casa estão de acordo? é uma vida, não da pra pegar na empolgação e depois querer encostar ou jogar fora. Os bichinhos sofrem, sentem medo, se sentem rejeitados e ficam traumatizados assim como nós. Então é uma decisão que tem que ser MUITO, mas MUITO bem pensada e conversada.

- Caso opte por adotar um animal de rua lembre-se que o primeiro compromisso em família sera leva-lo ao veterinário e regularizar vacina, vermifugação e exame clinico para saber se ele esta bem. Cachorros e gatos adotados em ONGs já vem castrados e assim como os comprados, a vacina e o remédio para verme já são aplicados, sendo necessário só finalizar as doses já iniciadas.

- Vira-lata é tudo de bom, mas caso pegue um filhote é preciso se informar bem qual a expectativa de crescimento do animal e verificar se esta de acordo com o espaço que tem a oferecer pra ele. Animais de grande porte precisam de espaço para correr.

-Dinheiro. Gasta. E não é pouco. Ração, veterinário, supérfluos(brinquedinhos, bifinho,etc), emergência, banho e tosa ( no caso da tosa, ao se escolher um animal de pelo baixo, só considere o banho, já pelo longo é tosa mensal), remédios, produtos de higiene (areia para os gatos e tapetinho higiênico para os cães), roupinha para o inverno..fora o enxoval de caminha, coleira, potinho pra água, comida, etc

- pelos na casa, pelos na roupa..animais soltam pelo, assim como nos soltamos cabelo. Por isso se vai pegar um bichinho seja ele pelo longo ou curto, saiba que o cuidado com a casa vai aumentar e que talvez aquela calça que você adora vai ficar cheia de pelo. A dica é usar aqueles rolos com fita adesiva ou ate mesmo aqueles durex mais grossos para tirar, porém do lado de fora de casa, senão assim que chegar no elevador é capaz de ter pelinhos de novo.

- Se esta planejando ter filhos. Repense 1000 vezes tudo que escrevi acima rsrsr. Eu engravidei com as três em casa. E não foi so uma duas vezes que pensei em doa-las. No começo é punk. Da medo delas avançarem no bebe. Mas e a coragem? Não tive! Graças a Deus! Mas que pensei, pensei!

- Esteja ciente que os moveis poderão sofrer danos irreparáveis, principalmente quando os bichinhos são filhotes. O saldo aqui foi um sofá, um rack, rodapés e as cadeiras. Esperei elas saírem dessa fase criançona e troquei tudo. Conversei com elas (ok, me julguem kkk), mas acreditem ou não, deu certo. Tem mais de um ano que fiz a troca e ta tudo em ordem. Quem tem gato, a dica é o sofá em suede que não tem grande atrativo para virar arranhador.

- Quando as pessoas vem aqui em casa sempre falam que não parece que tenho tanto bicho em casa porque não tem mau cheiro. Higiene é tudo! Para os gatos só uso areia de sílica. O pacote custa em media 15 reais, uso dois no mês. Já para a cachorro nada de jornal que só empapuça o xixi. Aqui usamos tapete higiênico, que absorve a urina e não deixa que o odor saia pela casa. Troca diária ou no máximo dia sim, dia não,como ela é porte pequeno o xixi é pouco, mas tem dia que ta mais mijona. Já compro o pacote que tem 30 e custa por volta de 40 reais.



Acho que esses são os pontos principais para cuidar da bicharada. Eu as amo. Nada como chegar em casa e ser bem recebido, ser amado e saber que aconteça o que acontecer, eles estarão la, mesmo depois de uma bronca, sempre ao seu lado! O que eles querem em troca? Sua atenção e seu amor, isso já é suficiente para que sejam felizes!
Postado Por:Neizi As: segunda-feira, agosto 05, 2013 2 Comentários
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. eu tenho um cachorrinho, o pingu. meu noivo não curte cachorros =( fala que não é bom com criança e ele quer ter filho logo!

    ResponderExcluir
  2. Imagina Pri, eu tenho uma bebe de quase 2 anos e vc não faz ideia do amor entre elas. Minha filha ama o "auau". Rola uma parceria incrivel. Você ja ensina desde pequena o respeito aos animais. Mas é aquilo, se ele não gosta é preciso respeitar né, mas quem sabe com jeitinho ele não muda de ideia, né?

    ResponderExcluir

  • RSS
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Curte a gente no FB!

Seguidores

Tecnologia do Blogger.
Ocorreu um erro neste gadget

Fale com a gente!

Nome

E-mail *

Mensagem *

    Chá das Nove é um site de entretenimento e informações. A reprodução do conteúdo do site é permitida, com os devidos créditos. Se tiver alguma dúvida entre em contato com blogchadasnove@gmail.com.

    Todas as imagens que aparecem no site são reproduções de outros sites e o Chá das Nove não reivindica nenhum crédito para si, a não ser que especificado. Se você (ou sua empresa) possui os direitos de alguma imagem e não quer que ela apareça no Chá das Nove entre em contato e ela será removida.